FRESP no facebook FRESP no Instagram FRESP no YouTube

Águas de São Pedro, local de descanso e águas medicinais

07/08/2018

A pequena cidade de Águas de São Pedro, a cerca de 180 quilômetros de São Paulo, tem pouco mais de 3 000 habitantes e muitas áreas verdes. Essa tranquilidade interiorana, ideal para quem precisa de um descanso, não é seu único atrativo. Muita gente visita o município por causa das famosas águas medicinais. A fama vem de longe. Nos anos 1920, durante a busca por petróleo na região, três fontes com propriedades terapêuticas foram encontradas ali por acaso.

Depois dos banhos revigorantes, os visitantes ainda dão uma passadinha nas diversas lojinhas e docerias da arborizada Avenida Carlos Mauro, a principal via deste charmoso município.

Confira abaixo quinze lugares para visitar em Águas de São Pedro:

1. Avenida Carlos Mauro: a via concentra os pontos mais visitados da cidade. Ao longo dela, alinham-se diversas lojinhas, restaurantes e hotéis, além do Balneário Municipal e da Praça Doutor Octávio Moura Andrade. Arborizada, florida e cheia de banquinhos nas calçadas, a avenida recebe muitos casais interessados em curtir o clima calmo da região.

2. Dani Floricultura e Ipê Flora: a loja não vende apenas flores. Nos fundos, esconde-se uma pequena galeria, com venda de artigos de decoração e artesanato, como esculturas de ferro e pombinhas que representam o Espírito Santo talhadas em madeira.

3. Eldorado Tudo Caseiro: as prateleiras desta loja exibem bebidas e doces caseiros que, antes de serem levados para viagem, podem ser degustados ali mesmo. Há cinquenta tipos de licor. O estabelecimento também é procurado por outros dois produtos: o doce de leite e o molho caseiro de pimenta dedo-de-moça.

4. Ecoloja: chama a atenção por sua fachada, que, diferentemente das vizinhas, tem uma árvore de mentirinha na porta. Como já diz o nome, a casa vende produtos ecológicos, como bolsas feitas de fios de garrafa pet. Para levar de presente, os pesos de papel com desenhos do artista Mauricio Moraes são boas sugestões.

5. Grande Hotel São Pedro: em uma área verde de 330 000 metros quadrados, este luxuoso endereço foi inaugurado como hotel-cassino no mesmo ano de fundação da cidade, em 1940. Desde então, virou ponto de referência e atração turística da região – não por acaso, o estúdio do grafiteiro Kobra inspirou-se em suas fotos antigas para criar um painel à mostra em um dos enormes corredores. Hoje, o bonito prédio de estilo art decó funciona como hotel-escola do Senac e sedia um dos mais prestigiados cursos de gastronomia e hotelaria do país.

6. Engenho das Águas: é o restaurante de serviço à la carte do Grande Hotel São Pedro (o outro leva o nome do hotel e trabalha apenas com bufê). Dividido em quatro etapas – entrada, dois pratos e sobremesa -, o jantar preparado pelo chef paulista Djalma Boasorte reúne receitas variadas. Uma delas é o carré de cordeiro ao molho de melaço servido com batata em lâminas assada.

7. Spa Thermal Doutor Octávio Moura Andrade: antes conhecido como Balneário Municipal, o local foi reformado e recebe, no fim de semana, centenas de turistas. Todos chegam à busca dos banhos em águas com propriedades terapêuticas. O mais procurado é o de água sulfurosa, indicado para o tratamento de reumatismo, diabete, alergia, asma, inflamação, intoxicação, colites e problemas de pele. Massoterapia, acupuntura e depilação completam a lista de serviços do endereço.

8. Fontanário Municipal: o vaivém de pessoas por aqui instiga a curiosidade de quem chega pela primeira vez. A razão de tamanho movimento é o acesso grátis a três bebedouros, cada um abastecido por uma das três fontes locais: a da Juventude, de água sulfurosa, a Gioconda, com sulfato de sódio e propriedades radioativas, e a Almeida Salles, rica em bicarbonato de sódio.

9. Praça Doutor Octávio Moura Andrade: reformada em 2000, a praça, no fim da Avenida Carlos Mauro, foi reformada em 2000 e exibe um projeto paisagístico bem mais moderno que o das demais áreas verdes da cidade. Ao redor das fontes luminosas, um deque de madeira delimita o espaço reservado às árvores e plantas. Um parque vizinho à praça deixa o passeio ainda mais completo – há estrutura para arvorismo, minipista de kart, trenzinhos de passeio e pontos de aluguel de cavalos e charretes.

Fonte: Veja São Paulo

 

Voltar